Retina POP

No liquidificador, a cultura POP

Diário de Férias – Capitulo 1

Caros leitores estou de férias desde quarta passada. Mas só agora tive coragem de começar estes relatos. A primeira premissa: você não tem grana esbanjando? Logo não viaje. Ok, aqui estou disposto a cuidar da sáude. Academia? Caminhadas? Achei que fosse dar umas pedaladas (numa bike, nenhuma associação ao tal do Robinho – futebol AHHHH!) mas nem isto! Logo estou apegado às atividades de apelo mais “fácil” nas férias: ver seriados. Ontem terminei a Segunda Temporada do The OC, mas este é assunto para outro parágrafo. Antes vou narrar meu roteiro etílico. Primeiro começou com minha comparsa de pinga (alguém aí falou fofo paulista?) Luara. Fomos visitar a Marina lá nos quintos dos inf… zona sul para uma rápida entrevista de emprego. Ah lembrei! Mas antes eu joguei PSP (lindo!), Banco Imobiliário e Nintendo Wii com o irmãozinho dela (Lu) que é um fofo. Aliás, palmas para a Nintendo que o console faz você suar mesmo! Muitissssimo divertido. Depois do “momento altruísta”: smirnoff, keep cooler (bebida de bichinha! haha) e cerva. Depois Marina e Santa Sara – vazio.

Quinta-feira foi a vez do Marquinhos, Galeria do Rock (camisetas lindas numa loja que esqueci o nome) e o LP da Amy Winehouse estampadaço na “Baratos Afins” (dizem que ela vem pra cá né? eu vou!). Supermercado = Heinekein = risadas. Sexta eu fui na Elaine filar almoço, chocolate e amores. O trabalho foi apenas um detalhe (Figowitz ve se organiza estes arquivos, nem aguento mais ver a cara dos Beatles!)

Já to terminando!

The OC! Devorei a Segunda Temporada e confesso: nem foi tão legal assim, hein? Tá que a Julie Cooper aprontou pacas, a rehab da Kirsten foi bem bacana e o final caótico, sanguinolento, violento bla bla bla… foi legal mas… senti o cheiro de enrolação no ar. Aquela historinha da Lindsey ser filha bastarda do Caleb, o chato do Zach com o porre da história em quadrinhos – até o George Lucas apareceu! Mas enfim… ainda é-meu-seriado-alienador-do-momento e meu fornecedor da droga já providenciou a “terceira dose” do alucinógeno.

Tem mais, tem música e tem romance.

Mas eu já cansei de escrever por hoje.

Até o próximo episódio.

Palavra Chave . Hedonismoantigo sistema filosófico que considerava o prazer como único fim da vida; doutrina que considera que o prazer individual e imediato é o único bem possível, princípio e fim da vida moral.

Hey! – a imagem que acompanha o texto “El Hedonismo” é de autoria de Ana Roldán,pintora espanhola e mente por trás da série “Nueve Passiones” – aquarelas retratando os mais comuns sentimentos humanos. Quer mais? Clica aqui.

No comments yet»

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: