Retina POP

No liquidificador, a cultura POP

Diário de Férias – Capitulo 1

Caros leitores estou de férias desde quarta passada. Mas só agora tive coragem de começar estes relatos. A primeira premissa: você não tem grana esbanjando? Logo não viaje. Ok, aqui estou disposto a cuidar da sáude. Academia? Caminhadas? Achei que fosse dar umas pedaladas (numa bike, nenhuma associação ao tal do Robinho – futebol AHHHH!) mas nem isto! Logo estou apegado às atividades de apelo mais “fácil” nas férias: ver seriados. Ontem terminei a Segunda Temporada do The OC, mas este é assunto para outro parágrafo. Antes vou narrar meu roteiro etílico. Primeiro começou com minha comparsa de pinga (alguém aí falou fofo paulista?) Luara. Fomos visitar a Marina lá nos quintos dos inf… zona sul para uma rápida entrevista de emprego. Ah lembrei! Mas antes eu joguei PSP (lindo!), Banco Imobiliário e Nintendo Wii com o irmãozinho dela (Lu) que é um fofo. Aliás, palmas para a Nintendo que o console faz você suar mesmo! Muitissssimo divertido. Depois do “momento altruísta”: smirnoff, keep cooler (bebida de bichinha! haha) e cerva. Depois Marina e Santa Sara – vazio.

Quinta-feira foi a vez do Marquinhos, Galeria do Rock (camisetas lindas numa loja que esqueci o nome) e o LP da Amy Winehouse estampadaço na “Baratos Afins” (dizem que ela vem pra cá né? eu vou!). Supermercado = Heinekein = risadas. Sexta eu fui na Elaine filar almoço, chocolate e amores. O trabalho foi apenas um detalhe (Figowitz ve se organiza estes arquivos, nem aguento mais ver a cara dos Beatles!)

Já to terminando!

The OC! Devorei a Segunda Temporada e confesso: nem foi tão legal assim, hein? Tá que a Julie Cooper aprontou pacas, a rehab da Kirsten foi bem bacana e o final caótico, sanguinolento, violento bla bla bla… foi legal mas… senti o cheiro de enrolação no ar. Aquela historinha da Lindsey ser filha bastarda do Caleb, o chato do Zach com o porre da história em quadrinhos – até o George Lucas apareceu! Mas enfim… ainda é-meu-seriado-alienador-do-momento e meu fornecedor da droga já providenciou a “terceira dose” do alucinógeno.

Tem mais, tem música e tem romance.

Mas eu já cansei de escrever por hoje.

Até o próximo episódio.

Palavra Chave . Hedonismoantigo sistema filosófico que considerava o prazer como único fim da vida; doutrina que considera que o prazer individual e imediato é o único bem possível, princípio e fim da vida moral.

Hey! – a imagem que acompanha o texto “El Hedonismo” é de autoria de Ana Roldán,pintora espanhola e mente por trás da série “Nueve Passiones” – aquarelas retratando os mais comuns sentimentos humanos. Quer mais? Clica aqui.
Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: