Retina POP

No liquidificador, a cultura POP

Mariah Carey – E=MC2 ***

Sair de uma emancipação não é coisa fácil. O mundo todo aguarda de você atitudes coerentes e em alguns casos, surpreendentes. Pois chegou a prova de fogo para Mariah Carey. O albúm anterior, apoiado no velho truque do comeback que os americanos adoram, estorou no mundo inteiro. Canções como We Belong Together, Shake it Off e vários outros singles dominaram as FMS pop consolidando o R&B como o ritmo das massas. E o albúm era gostoso de ouvir mesmo. Enfim, três anos depois o marketing está criado: conseguirá Mariah Carey manter a qualidade do albúm anterior? Analisemos a maioridade da artista.

Agudos nos primeiros segundos do albúm, uma batida gangsta e T-Pain anunciam Migrate (um possível single). O “yo yo” da vez contagia, tem vocais sussurados e convence. Segue com Touch my Body (tocada exaustivamente nas rádios, #1 na Billboard igualando o recorde de Elvis bla, bla, bla…) musicalmente um repeteco de We Belong Together – a letra força a barra citando o youtube. (!) Cruise Control, a mais original das 14 faixas, tem uma pegada jamaicana com direito de um descendente do clã Marley como confete. Ótima faixa. Stay in Love é mais uma balada (a melodia tem quebras de ritmo interessantes). Pule a chata Side in Effects, a bobagem soul That Chick (Mariah canta afinada “i´m that chick that you like). I´ll Be Lovin´ U Long Time salva a pátria com o clima nostálgico remetendo à clássica “Always be my Baby“. Calma leitor, está acabando! As baladas preenchem o lado B do disco. For the Record merece sua atenção por samplear Moby na cara dura. A equação de Mariah termina com I Wish You Well expondo todo o potencial vocal da diva R&B.

E=MC2 (assim como todo albúm de Mariah após o clássico Honey) se apóia nos singles para ganhar umas estrelinhas dos fãs e da crítica. Os vocais exagerados da década de 90 ficaram para trás, mais por questão de “tendência musical” do que preguiça da cantora. E respondendo a pergunta do primeiro paragráfo, não, Mariah não manteve a coesão do albúm anterior. É mais do mesmo: baladas, hip hop, rapppers… infelizmente não elevados ao quadrado. Einstein deve estar revirando no túmulo.

15 Comentários»

  marcos wrote @

Agora a moda é fazer capas de Cds horrorosas?Não perco o meu tempo com a Mimi

  Sarah wrote @

Achei o ábum enjoativo, várias faixas com arranjos cafonas e clichês, as letras são bem infantis. É o tipo de música descartável que Mariah sempre fez, ela não escolhe uma idéia/caminho pra focar nenhum de seus álbuns e assim eles se tornam “predidos”, sem direção e esquecidos.

  fanzione wrote @

É Sarah a música POP caminha em tempos nebulosos!

  marcelo wrote @

Criticar e facil, dificel e ser ela ne o barangas.
Devem ser fas da Merdonna, oops, quis dizer madona.

  felipe wrote @

esse CD cheira a grammy e bem merecido

  Rodrigo wrote @

Nossa..pega a inveja desse povo….
o album tah otimo….adorei as musiks…
qtos ao arranjos cafonas….aprende musik antes de falar algo ok =]
Grammy merecido

  Leonardo wrote @

Galera, olha o respeito.
Vcs estão falando da maior vendedora de discos de todos os tempos. Isso mostra que diferente de uns poucos milhares de pessoas amam as músicas e cds da Mariah. E não esqueçam que ela escreve as letras, produz os cds. E tem os status de maior cantora contemporânea. Esqueçam os decotes, vestidos curtos, e vejam que o que ela conseguiu até hoje merece muito reconhecimento.
Ah, e com certeza muitos Grammys virão por aí.
Valeu, fui.

  Leonardo wrote @

Esqueci, só de uma coisa.

São 18 anos de carreira, 170 milhões de cds vendidos (fora os singles, que juntado com os cds, são mais de 235 milhões) muitos prêmios (Grammys, AMA, MTV…) 18 músicas em primeiro lugar (nenhum outro artista seja homem ou mulher alcançou este número), muitas e muitas semanas em primeirolugar na billboard.
Gente fala sério, essa mulher é demais.
Como disse uns poucos podem não gostar, mais que milhares desde 1990 gostam muito, os números comprovam.
Tchau galera, mais não morram de inveja e raiva por não poderem ecreverem isso dos seus artistas preferidos valeu! rsrsssrs.

  Eder wrote @

Errr…. Einstein foi cremado, nao esta revirando no tumulo naum Oo

  joe wrote @

po..que galera é essa.
mariah esta simplesmente demais nesse novo cd. e=mc2 é mais uma prova de sua capacidade vocal e de artista completa. ela assina amaioria das letras e a produção do cd. emplaca nas radios, ganha premios, vende milhos e de discos no mundo, se mantem no auge com 18 anos de carreira e ainda tem uns poucos invejosos e sem gosto musical para esnobarem seus trabalhos.
sem essa.
mariah te espero no grammy.

  Leonardo wrote @

É isso aí!
Mais uma vez os números mostram que Mariah, detonou Madonna.
Mariah primeira semana de vendas, 465 mil cópias.
Madonna primeira semana de vendas, 240 mil cópias. Heueheueheueee.
Mariah sempre vende e ganha mais prêmios.
Sabe porque?
Por que ela compõe, produz, não fica na aba dos outros. E é claro nem precisa falar da voz, que é muito, muito mas muito superior, a pequena voz da Madonna.
Morram de inveja, mas a Mariah é #1, e sempre será.
Fui

  Daniel Mota wrote @

“Mariah é #1, e sempre será.”
isso aêe Leo, falou e disse. Artista feminina com mais discos vendidos, mais n° 1 na billboard (no geral ela é a 2ª, os Beatles têm 20 musicas em primeiro).
Essa crítica é muuuuito amadora, sinceramente, uma vergonha para esse site. Além de ser sem fundamentos, não trás verdades. E=MC² não é enjoativo! pelo contrário, é o CD que ela mais variou nos rítimos, com certeza foi melhor que o Emancipation of Mimi, que tambem teve sucesso estrondoso. Todas as músicas são perfeitas e se na particularidade do crítico ele não gosta, deve ao menos justificar, pois esculhambar sem dizer o por que é prova de que não tem experiencia o suficiente para ser crítico.

* à Mariah, boa sorte e q ela continue a ser quem é, pois ela eh marailhosa assim,

*à quem postou essa crítica, –> VÊ SE CRESCE! (além do que, vc esqueceu da música Bye Bye)

xauxau

  fer wrote @

realmente é dificil acreditar q alguem num gosto do novo cd da mimi, num é perfeito, mas quase chega a perfeição, da capa a todas as musicas…
mas gosto não se discute, eu cuto ela pa caramba e tem gente q nem a conhece, o povo brasileiro prefere pagode, funk, da pra acredita…

  Thiago wrote @

Fala é fácil quero ver fazer.
Fazer o que Mariah faz não é para qualquer um, a mulher esta ai até hoje e simplesmente arrasa. Ela continua com toda aquela a voz que ela tinha e por mais que a voz dela esteja cansada ela continua colocando muita menininha no chinelo.

Fala Sério antes de falar da TODA PODEROSA se olhem no espelho e coloquem -se no lugar de vcs. Mariah é simplesmente tudo e ela merece tudo de bom…

Morram de inveja ela PODE ELA PODE TUDO. ELA É MARIAH CAREY!

  felipe wrote @

O novo CD não está bom.
De novidade musical só “Cruise Control” e “I Wish You Well”. Que estão bem criativas.
A harmonia de Cruise Control
e a letra de I Wish You Well estão bastante originais.

Do resto, algumas batidas pra vender (seu ganha-pão) e colocá-la em boas posições no Billboard.
Mas acho que ela poderia obter estes resultados com um CD, no geral, com bem melhor qualidade.

(ps.: Alguém entendeu “Side Effects”??? Ela deve ter composto aquela música em 15 minutos. musiquinha de 3 notas e falando do velho Tommy que não aguentamos mais.)
putz

Cadê a Mariah de Music Box, Rainbow e Butterfly…?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: